‘Jogadores poderão comprar games usados no Xbox One’, diz executivo

Segredos do Adsense

Embora taxa tenha que ser paga, Microsoft diz permitir comércio de usados.
Rodar jogos do X360 no novo videogame ‘seria muito caro’.

A maior polêmica envolvendo o anúncio do Xbox One, novo videogame da Microsoft que chega às lojas no final de 2013, é que o aparelho não rodará jogos usados, obrigando os jogadores a pagar uma taxa para poder usar estes títulos, que geralmente são mais baratos nas lojas.

O vice-presidente corporativo da divisão de entretenimento do Xbox, Ben Kilgore, afirmou em entrevista exclusiva ao G1, o executivo confirmou a taxa, mas disse que a empresa permitirá que jogadores e lojas comercializem títulos usados. “Nós iremos permitir que nossos clientes vendam ou troquem seus jogos em redes de varejo. Os detalhes sobre como isso irá funcionar serão revelados posteriormente”.

Ele explicou que todos os jogos do Xbox One serão instalados no disco rígido de 500 GB do videogame, um dos motivos pelos quais o console bloqueia o uso dos games usados. “Assim que você coloca o disco do game no Xbox One, ele começa uma instalação automática que acontece em segundo plano. Assim que a instalação chegar a um certo ponto, você já pode acessar o seu jogo, sem a necessidade de que ela termine”.

Ben Kilgore, vice-presidente Ben Kilgore, vice-presidente corporativo da divisão de entretenimento do Xbox 

Com isso, os jogadores poderão jogar seus games em outros Xbox One. Após instalado, o jogo é transmitido pela nuvem e, desse modo, ao conectar a conta de usuário em outro aparelho, o jogador pode acessar todo o conteúdo de games que tem no seu videogame que ficou em casa. “O conteúdo fica na nuvem e vai com você”, afirmou.

Kilgore completa, dizendo que uma vez que o jogo está instalado, não é mais necessário o uso do disco e que esta instalação permite que os games e outros recursos do Xbox One, como a TV ao vivo ou o Internet Explorer, sejam acessados sem a necessidade de carregamento.

Outro ponto polêmico é que o Xbox One não rodará os jogos do Xbox 360, ou seja, não será retrocompatível. “Não seria prático para nós suportar a retrocompatibilidade. Os componentes dos dois videogames são muito diferentes e ter este recurso deixaria o Xbox One muito caro”.

O novo Xbox One é bastante focado em seus serviços de multimídia e entretenimento, inclusive via TV e Kilgore deixou claro que o uso deste recurso será gratuito, basta conectar o aparelho da TV à cabo do usuário, usando um cabo HDMI, no Xbox One. “Nós acreditamos que ao colocar sua televisão no Xbox você tem uma experiência muito melhor porque você pode acessar os conteúdos pela voz e mudar instantaneamente de aplicativos”.

O executivo também comenta de dois novos botões do controle do Xbox One. Os antigos “Back” e “Start” foram substituídos pelos botões “Menu”, que fica à direita e o “View”, que fica à esquerda. O “Menu” leva os usuários para as opções de jogo e para aplicativos como Skype, filmes e o navegador Internet Explorer, independentemente do que estão fazendo no aparelho. Já o “View” terá diversos usos nos games como a apresentação dos mapas da pista em jogos de corrida, por exemplo.

Sobre os comandos de voz do Xbox One que fazem uso do Kinect, do mesmo modo que acontece atualmente com o Xbox 360, o executivo disse que não pode confirmar se o sistema reconhecerá o português falado no Brasil. “No momento, o videogame é compatível com 16 idiomas”. Ainda não há informações sobre a fabricação do novo videogame no Brasil.

Microsoft divulgou imagens do Xbox One, do novo controle e do Kinect 2 (Foto: Divulgação/Microsoft)Microsoft divulgou imagens do Xbox One, do novo controle e do Kinect 2

fonte:g1

Sua vez de falar

O seu endereço de e-mail não será publicado.